ANSIEDADE ALร‰M DA CONTA

0
19
ANSIEDADE ALร‰M DA CONTA
A ansiedade nem sempre รฉ ruim, pois em certo grau protege as pessoas de perigos reais ou atรฉ as deixa mais aptas para enfrentarem situaรงรตes que requerem maior atenรงรฃo e preparo.

O problema รฉ quando a ansiedade ultrapassa o nรญvel necessรกrio para resolver demandas de situaรงรตes especรญficas e passa a afetar a qualidade de vida. Neste caso, indica-se a busca por atendimento psicolรณgico, pois a ansiedade pode trazer prejuรญzos em vรกrias รกreas da vida das pessoas e o nรฃo tratamento pode agravรก-la.

Esta ansiedade patolรณgica caracteriza-se por um grau de preocupaรงรฃo e medo excessivos, um foco de atenรงรฃo apenas para aspectos negativos e de risco (real ou imaginรกrio), uma mente que nรฃo consegue relaxar e que รฉ invadida constantemente por pensamentos que aumentam e mantรฉm a ansiedade e a sensaรงรฃo de angรบstia, de vulnerabilidade, de falta de controle sobre os eventos e sobre si mesmo. Alรฉm disso, manifesta-se tambรฉm por sintomas fรญsicos como sudorese, taquicardia, tremores, boca seca, dificuldade para engolir, tensรฃo muscular, insรดnia, etc. Sua origem pode ser tanto hereditรกria como decorrente de vivรชncias que incluem, por exemplo, a observaรงรฃo de modelos de pessoas ansiosas, especialmente aquelas que nos sรฃo significativas, como os pais.

A terapia cognitivo-comportamental tem se mostrado extremamente eficiente para o tratamento dos transtornos de ansiedade. Um dos princรญpios que norteiam esta abordagem รฉ o de que diante de uma situaรงรฃo a pessoa tem pensamentos automรกticos que lhes vรชm ร  cabeรงa, o que gera uma emoรงรฃo e por fim uma reaรงรฃo. No caso da ansiedade, estes pensamentos, derivados da interpretaรงรฃo que a pessoa faz do evento, sรฃo muitas vezes distorcidos, pois a pessoa ansiosa tende interpretar de forma negativa, utilizando formas equivocadas de pensamento como a catastrofizaรงรฃo (fazer uma tragรฉdia), a supergeneralizaรงรฃo (vai ser assim, mesmo sem ter evidรชncias para isto), pensamento polarizado (tudo ou nada), entre outros.

Nesses casos, atravรฉs da terapia busca-se ajudar o paciente a identificar quando os pensamentos sรฃo reais ou distorcidos, atravรฉs de busca de evidรชncias para uma interpretaรงรฃo correta do evento, o que afetarรก diretamente na emoรงรฃo vivenciada e nos comportamentos que se seguem. Estas interpretaรงรตes estรฃo arraigadas no jeito de ser das pessoas e baseiam-se nas crenรงas que elas construรญram sobre si mesmas, sobre os outros e o mundo, outro fundamento da terapia cognitivo-comportamental. Trabalha-se de forma focada nos objetivos definidos pelo paciente e terapeuta, utilizando-se tรฉcnicas cognitivas e comportamentais especรญficas para o tratamento dos transtornos da ansiedade, o que torna o tratamento geralmente mais breve.

 

Autor: Andrea Rapoport Psicรณloga 07/07622 Dra. em Psicologia Espec. em Terapia Cognitivo-Comportamental

 

SHARE

LEAVE A REPLY