PAPEL DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO PSICOLÓGICO

0
131
 A implicação da família no tratamento psicológico de crianças é tão fundamental quanto o envolvimento dessas figuras no seu desenvolvimento. Cada criança cresce e forma sua identidade de acordo com suas interações. A gestação, o parto, os primeiros momentos de vida, a internalização de valores e o modo de se relacionar com as pessoas tem muito a ver com os modelos de vida que os pais passaram e passam para o filho. Por isso, o sofrimento emocional de uma criança pode denunciar conflitos familiares. E cabe ao psicólogo escutar e acolher também as angústias, as culpas e as incertezas desses pais. A atitude empática por parte desse profissional poderá acionar nessa mãe e/ou nesse pai o desejo de colaborar com o atendimento. Sentindo-se compreendidos e aliviados conseguirão entender e suportar que há algo disfuncional no contexto em que vivem e que o filho está, no momento, sendo o porta-voz dessas disfunções. E, a partir dessa compreensão, posicionarem-se diferente frente aos sintomas da criança, favorecendo para a mudança de seu comportamento. É preciso reconhecer, portanto, que a família é o suporte no tratamento psicológico de crianças. Sem a sua parceria, o psicólogo conseguirá pouca evolução com o seu paciente. E essa parceria somente se solidificará se for alicerçada no desenvolvimento da empatia
Autor: Psicóloga Márcia Feiten – CRP 07/16338
SHARE

LEAVE A REPLY